Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Vida extraterrestre: Lua de Saturno apresenta indícios que favorecem a possibilidade

Novas possibilidades de vida extraterrestre? Sim! Em uma recente descoberta, cientistas anunciaram que Encélado, uma das luas de Saturno, pode ter as condições necessárias para sustentar a vida. Publicada na revista Nature Astronomy, a pesquisa oferece uma visão fascinante sobre o potencial de vida extraterrestre em nosso próprio sistema solar.

Encélado tem chamado a atenção dos cientistas há anos. Esta lua gelada, com um oceano subterrâneo, emite constantemente água para o espaço através de fissuras em sua crosta gelada. A sonda Cassini, da NASA, foi a primeira a analisar a composição desses jatos de água no meio dos anos 2000, descobrindo moléculas que incluíam dióxido de carbono e amônia, ambos cruciais para a vida na Terra, mas é a recente reanálise dos dados da Cassini que realmente agitou a comunidade científica.

Jonah Peter, biofísico da Universidade de Harvard e autor principal do estudo, juntamente com sua equipe do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA, reexaminou os dados coletados pela missão Cassini-Huygens em 2011 e 2012. O que eles encontraram expandiu dramaticamente nossa compreensão da química de Encélado.

Usando uma técnica avançada de análise estatística, a equipe foi capaz de comparar as assinaturas moleculares dos jatos de Encélado com bilhões de combinações possíveis de compostos conhecidos, levando-os a identificar uma gama muito mais ampla de moléculas do que se pensava anteriormente. Além dos compostos já conhecidos (água, dióxido de carbono, metano, amônia e hidrogênio molecular), eles descobriram hidrocarbonetos mais pesados, como cianeto de hidrogênio e etano, e traços de compostos parcialmente oxidados, como metanol.

Esses resultados são especialmente significativos porque sugerem que Encélado não só possui os blocos de construção da vida, mas também fontes de energia potencialmente capazes de sustentar formas de vida microbiana. Por exemplo, o cianeto de hidrogênio, um dos compostos identificados, é considerado um dos blocos de construção mais importantes e versáteis da vida. Em combinação com outras moléculas, pode ajudar a formar nucleobases e aminoácidos, precursores de bioquímicas mais complexas como proteínas e RNA. Experimentos em laboratório já demonstraram que essas transformações são possíveis em ambientes semelhantes ao da casca de gelo de Encélado.

Além disso, a composição química diversificada das plumas indica um alto potencial para reações de oxidação-redução, ou “redox”, que são frequentemente consideradas um elemento chave na síntese dos blocos de construção da vida e nos processos bioquímicos que permitem aos organismos vivos respirar oxigênio e realizar fotossíntese.

Kate Craft, cientista planetária do Laboratório de Física Aplicada da Universidade Johns Hopkins, que não esteve envolvida no novo estudo, destacou a importância da descoberta de compostos oxidados e reduzidos nas plumas de Encélado. Estes compostos poderiam se misturar, potencialmente através de atividade hidrotermal no fundo do oceano da lua, criando um ambiente habitável onde a vida poderia ser sustentada ou até mesmo originada.

A busca por vida extraterrestre continua

Apesar destas descobertas emocionantes, ainda não há evidências diretas de processos de vida ocorrendo em Encélado. Também não está claro como a água que entra em erupção faz seu caminho através da casca de gelo da lua. No entanto, esses achados informam missões em andamento e planejadas para mundos oceânicos semelhantes a Encélado, incluindo a lua aquática de Júpiter, Europa, que provavelmente possui muitas das mesmas propriedades.

As questões levantadas por essas descobertas serão exploradas ainda mais pela sonda Jupiter Icy Moons Explorer (Juice) da Agência Espacial Europeia, atualmente a caminho do sistema de Júpiter.

Além de influenciar futuras missões espaciais, os novos achados fortalecem o caso para revisitar Encélado. Agora que os pesquisadores estão cientes da impressionante diversidade molecular da lua, eles poderiam utilizar um espectrômetro de massa capaz de estudar moléculas maiores para examinar seu complexo ambiente químico – e talvez revelar a verdadeira habitabilidade dessa lua explosiva.

Essa pesquisa representa um marco significativo em nossa busca contínua por vida extraterrestre. Encélado, com suas características únicas e ambiente potencialmente habitável, está agora na mira dos pesquisadores como um bom candidato para ocorrência da vida além do nosso planeta!

Fonte: Scientific American

Futuro Relativo

Futuro Relativo

Um espaço de divulgação, de diálogo, de pensar e porque não dizer, de construir o futuro 🪐
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Categorias