Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

ChatGPT foi superado no mundo dos negócios. E nós?

Uma nova inteligência artificial promete superar os desafios que o ChatGPT não conseguiu com relação à segurança de dados das empresas, dando a possibilidade de, finalmente, as companhias sentirem confiança em usar esse tipo de tecnologia.

ChatGPT foi superado no mundo dos negócios.

O que é essa nova inteligência artificial?

Quem sempre teve vontade de usar o ChatGPT nos negócios mas não usou com medo de exposição de dados, pode respirar aliviado.

Uma nova ferramenta super inovadora no campo da inteligência artificial generativa, chamada ClearGPT foi criada especificamente para atender às demandas do ambiente empresarial, permitindo que você aproveite todo o potencial dos modelos LLMs (large language model), adaptados aos dados das empresas e implementados com segurança na infraestrutura. 

Isso resulta em uma nova fronteira de conhecimento empresarial, permitindo explorar, gerenciar, analisar, pesquisar, correlacionar e agir sobre informações preditivas de forma mais eficiente, prática e intuitiva do que nunca.

O ClearGPT é o ChatGPT da ClearML, uma companhia que tem experiência com grandes empresas, start-ups inovadoras e até universidades ao redor do mundo.

Quais são os principais valores dessa inteligência artificial?

Melhores decisões, mais produtividade e melhores processos são só algumas das coisas que estão no hype no mundo dos negócios. E é aí que essa IA entra.

As principais funcionalidades dessa ferramenta que pretende substituir o ChatGPT nas empresas são:

  1. Segurança:

A ClearGPT foi projetada para manter seus dados seguros e sem vazamentos, oferecendo máximo controle sobre todas as suas informações.

  1. Performance: 

A plataforma se destaca pela sua performance e capacidade de customização, com custos de operação reduzidos.

  1. Governança: 

A ferramenta possibilita preservar a privacidade e o controle de acesso dentro da sua empresa através de um sistema confiável de controle de dados.

  1. Propriedade intelectual: 

O ClearGPT preserva o conhecimento da sua empresa e mantém sua vantagem competitiva, com proteção completa da propriedade intelectual corporativa.

  1. Flexibilidade: 

A plataforma oferece loop de feedback de reforço humano, dados contínuos e atualizados. É uma inteligência artificial que aprende e se adapta ao DNA único do negócio.

  1. Credibilidade:

A dona do ClearGPT, a ClearML atende empresas da Fortune 500, lista da revista Fortune que divulga companhias altamente valiosas e mais conhecidas pelo público.

O ChatGPT tomou nosso trabalho? Essa nova inteligência artificial vai?

inteligência artificial vai tomar nosso lugar?

Aí é que tá. Para que isso não aconteça, nós precisamos nos aproximar dessas novas tecnologias, entender o que fazem e, principalmente, entender o que não fazem para que nós possamos fazer melhor o que fazemos com a inteligência artificial.

Trazendo para a realidade do Brasil, a gente tem a sensação de que pequenos negócios são fadados a durarem pouco. Nem vamos muito longe para dizer que não é fácil ser empreendedor no nosso país. Você pode até dar uma olhada nesses números desanimadores que a galera do The Bizzness divulgou no ano passado, clicando aqui.

Pensando que muitas pessoas empreendem por necessidade, não por vocação ou por vontade, é interessante olhar para as possibilidades de superar os desafios dos novos empresários.

Talvez se os empreendedores tiverem acesso fácil e barato à educação sobre essa tecnologia suas empresas possam crescer de forma sustentável, durar mais tempo e, consequentemente, absorver novos funcionários.

Chat GPT, ClearGPT ou qualquer outra inteligência artificial pode ser tão mais aprendida quanto mais acessível for, tanto por donos de empresas quanto para quem trabalha na linha de frente. Desse jeito, sermos superados por máquinas vai se tornando uma possibilidade cada vez mais distante… Tanto para quem abre uma empresa, quanto para quem trabalha para uma.

Inteligência artificial com a gente, não sem a gente!

Já dissemos aqui que inteligência não é consciência, e você pode conferir nosso artigo clicando aqui. Precisamos deixar para as máquinas o que é das máquinas e tomar o que é nosso. 

Parece que inteligência pode até ser coisa de máquina, e que ela é um meio para adquirirmos conhecimento e maneiras mais fáceis de fazer nosso trabalho, mas no nível da consciência e, mais além, da conscientização, isso sim é coisa que a gente tem que fazer junto, antes de qualquer máquina entrar no jogo, em esferas públicas e privadas. 

…Tá bom, talvez seja tarde demais para pensar nesse “antes de qualquer máquina entrar no jogo”, mas a questão é não deixar ganhar o jogo! 

É fato que essa inteligência artificial toda coloca a barra lá em cima, e não é fácil acompanhar, é verdade. É tudo muito rápido. Mas talvez precisemos encarar que isso não vai desacelerar. Ou seja, quanto antes entendermos isso, menos difícil vai ser acompanhar e preparar um território de mais acesso a informações, educação e qualificação para o uso dessa tecnologia toda.

Um movimento para garantir o uso responsável dessa tecnologia só será efetivo se for a nível global, porque se uma nação resolve pausar a implantação ou o desenvolvimento nessa área de IA, já parou para pensar o quanto ela ficará para trás? 

A questão é muito séria! Se todos os países desaceleram, mas um único decide continuar a evoluir nessa área da tecnologia, o impacto econômico, social e em relação a segurança mundial entra em pauta de uma maneira realmente preocupante.

Inteligência artificial é novidade para todo mundo!

inteligencia-artificial-novidades

É a primeira vez na história que uma tecnologia pode tomar decisões de forma autônoma, mas não é a primeira vez na história que as máquinas entraram para nos substituir. 

É verdade que é algo único, talvez um dia pensado como algo que nem pudesse acontecer, mas o fato é que está acontecendo, e ainda resolvemos outras questões que já teriam que estar resolvidas, questões muito importantes para o mundo todo. Mas acontece que não dá tempo de esperar resolver essas questões anteriores para só então resolver as questões da inteligência artificial. Vai ter que ser ao mesmo tempo, vai ter que ser “no flow”.

Ou seja, é pouco tempo, muita mudança, mas se ficar o bicho pega, se correr o bicho come.

Temos que falar sobre isso. Mais. Ainda mais. O tempo todo. Porque se a tecnologia não para de avançar, e ela só avança hoje porque em algum lugar, algum dia, seres humanos a criaram, nós sempre estaremos um passo à frente se buscarmos afirmar o nosso lugar, sem ignorar o lugar que demos a essa tecnologia.

Flaw Bone

Flaw Bone

Pesquisadora, curiosa e comunicadora | Filosofia Prática - UFRJ 🙃
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Categorias